Coworking em Belo Horizonte

A cultura coworking não para de crescer em todo o Brasil, e algumas cidades começam a se destacar por seus espaços espalhados por todos os bairros, oferecendo opções para todos os estilos de pessoas e de nichos. É o caso dos coworkings em Belo Horizonte, que se espalham por essa grande cidade com cerca de 2,5 milhões de habitantes.

A capital mineira já é a terceira no ranking de capitais com maior número de espaços compartilhados, segundo o Censo 2017, que você pode conferir aqui.

Essas são as principais regiões de BH que você pode encontrar espaços compartilhados:

Centro-Sul

O centro-Sul é, sem dúvida, a parte mais intensa de Belo Horizonte. Como é natural dos grandes centros urbanos, é nessa região onde tudo acontece. Enquanto a Praça da Liberdade oferece um pouco de verde, o seu entorno é repleto de complexos culturais de alto nível. Também tem opções de cafés, restaurantes e bares que enchem as calçadas à noite. Tudo isso acontece enquanto as ruas estão abarrotadas de carros e ônibus – o acesso para essa parte acontece de diferentes formas e é, inclusive, muito convidativo para quem gosta de caminhar ou andar de bike.

Savassi e Luxemburgo

A CWK abriu seu primeiro espaço na capital mineira em 2010, no bairro Savassi, um dos mais queridos pelos jovens da cidade, já que é por ali que as noites mais hypadas acontecem. Com estações de trabalho compartilhadas e salas privadas, o coworking fica em um prédio corporativo, mas também possui área externa para quem gosta de curtir o contraste entre os prédios e as árvores.  Há menos tempo, a CWK abriu uma segunda unidade no bairro Luxemburgo, também na região central. Esse espaço é ideal para quem precisa de serviços essenciais por perto, como correios, bancos, farmácias e restaurantes.

Endereço: Rua dos Inconfidentes, 827 – 2º andar (unidade Savassi), Rua Guaicuí, 20 – 1002 (unidade Luxemburgo)

Funcionários

Logo ao lado da Savassi fica o bairro Funcionários, criado para abrigar os trabalhadores públicos que construíam a capital no século XIX. O nome acabou ficando, e é nessa região que fica o BH Office Coworking, em uma área economicamente ativa, próximo das avenidas Afonso Pena, Getúlio Vargas e Contorno. É um local de fácil acesso, mas se você preferir ir de carro, o espaço possui estacionamento exclusivo com manobrista. O bairro é um dos mais tradicionais da cidade, mas ao mesmo tempo que ostenta casarões antigos em ruas arborizadas, os grandes prédios novos começam a tomar conta. Também é em Funcionários que fica o maior conjunto integrado de cultura do país, vale a pena conferir.

Endereço: Rua Piauí, 1627

Carmo Sion

Conhecido como Sion ou Carmo Sion, o bairro leva esse nome por conta de um antigo internato religioso para meninas de mesmo nome. Por essa região ficam muitos restaurantes badalados, a reserva ecológica Mata das Borboletas e o famoso Parque JK. É um bairro bem residencial e, dessa forma, o The Plant Coworking se insere ali como um fomento ao trabalho criativo e a conectividade. O escritório colaborativo tem parceria com o Centro de Capacitação e Apoio ao Empreendedor (CAPE), incentivando o empreendedorismo nas comunidades de baixa renda.

Endereço:  Rua Grão Mogol, 662

Belvedere

Localizado em uma das partes mais altas de Belo Horizonte, do bairro Belvedere você vai ter uma vista e tanto. O principal movimento da região acontece em torno do BH Shopping, e é por ali também que fica o Elo Coworking. Se você mora na região e está procurando tranquilidade para se focar no trabalho, esse é um dos bairros mais requisitados!

Endereço: Rua Desembargador Jorge Fontana, 80 – sala 103

Santa Lúcia

O bairro Santa Lúcia já começa a se afastar um pouco mais do centro de BH, e tem uma acessibilidade ótima, já que é possível entrar e sair do bairro por três das principais vias do Centro-Sul: Av. Nossa Senhora do Carmo, Av. Raja Gabaglia e Av. Prudente de Morais. Então, se você mora nessa região, nada melhor que encontrar um coworking próximo para trabalhar, certo? O Universo 21 instalou-se há pouco no bairro e traz um conceito totalmente criativo e intergaláctico. Por lá, além do básico, a estrutura oferece cozinha totalmente equipada, pronta para receber chefs, desde os coworkers amadores nas panelas até os profissionais para eventos e cursos.

Endereço: Rua Universo, 21

 

Oeste

Alguns dos bairros da Zona Oeste, como o Estoril, por exemplo, são considerados como uma extensão da região Centro-Sul, e são relativamente novos. O bairro Buritis, pertencente a essa região, é um dos que mais crescem nos últimos anos no quesito imobiliário. Uma das características que mais chama atenção nessa área é a topografia acidentada, com locais como o aglomerado Morro das Pedras.

Bairro Estoril

Aproveitando a vista panorâmica da cidade e da Serra do Curral, o Mm Coworking se coloca na região como aquele espaço compartilhado para quem não quer ir trabalhar muito longe e também não abre mão de um escritório confortável e funcional. Para curtir a vista do local, o coworking também dá uma atenção especial para um combo bem mineiro: um bom café e o clássico pão de queijo.

Endereço: Avenida Raja Gabaglia, 2000 – sala 614, torre 1

Nordeste

Um dos maiores representantes da região é o bairro Cidade Nova que, como diz o nome, surgiu em Belo Horizonte nos anos 60 para ser uma alternativa totalmente nova aos já superpopulados centros. Foi o primeiro grande loteamento, então foi pensado primeiramente para servir como habitação. Mas, aos poucos, o comércio e as fontes de trabalho começaram a aparecer, e hoje quem circula pelo bairro tudo o que precisa para o dia a dia, sem precisar ir até o centro.

Cidade Nova

Foi pensando justamente no público local que precisava se deslocar até a região central de Belo Horizonte para encontrar um espaço compartilhado que O Fabulário abriu suas portas. A grande casa também atende coworkers tradicionais, mas por ter um formato de atelier, tem seu principal foco em artistas e outros profissionais criativos.

Endereço: Rua Irmãos Kennedy, 65

Barreiro

Afastada cerca de 15 km do centro de Belo Horizonte, essa região é uma das mais populosas do município. Por ali tem de tudo: moradias, comércio varejista e atacadista, empresas de prestação de serviços, indústrias e profissionais autônomos. Basicamente, o sobrenome dessa área é trabalho! É uma região super importante para a arrecadação de toda a capital mineira, então não pode ser esquecida apenas por ser um pouco mais afastada.

Barreiro

Imagine então que uma área economicamente essencial poderia ficar sem um espaço compartilhado de trabalho? De jeito nenhum! Para isso o Coworking Barreiro oferece sua estrutura, tanto para quem busca somente uma mesa ou uma sala privada. É uma ótima alternativa para quem mora na região e para quem quer ficar mais perto da indústria, de forncedores e de futuros negócios.

Endereço: Avenida Sinfrônio Brochado, 713

Venda Nova

Com mais de 300 anos de história, a localidade de Venda Nova é mais antiga até mesmo que Belo Horizonte. É, certamente, um distrito que tem vida própria, pois abrange tudo que seus moradores precisam e não depende do restante da capital. O fácil acesso ao Aeroporto da Pampulha foi um dos motivos que fez a região crescer, e os dois grandes shoppings também fazem dessa área uma cidade dentro de outra cidade.

Venda Nova

Localizado em um ponto estratégico da região de Venda Nova e Vetor Norte, o Open Place Espaços Compartilhados faz parte dessa região tão independente. E, para quem tem toda a sua rotina em Venda Nova, não há porque se afastar dali para poder trabalhar com uma estrutura bacana. Além das estações compartilhadas e salas privativas, o coworking oferece uma grande sala para eventos e treinamentos, além de um espaço gourmet super especial para os coworkers.

Endereço: Rua Padre Pedro Pinto, 422 – 6º andar


Conheça os principais espaços de Belo Horizonte

Uma lista com os diversos escritórios compartilhados e espaços de coworking.