Empresas pet friendly: menos estresse, mais produtividade.

Pets na empresa ajudam a melhorar a energia e produtividade dos funcionários.

Imagem Empresas pet friendly: menos estresse, mais produtividade.

Você provavelmente tem ou pretende ter um bichinho de estimação. Eles são companheiros, dedicados e tem o sentimento mais puro. Mas já imaginou poder passar mais tempo com ele e levá-lo ao seu trabalho?

Os benefícios oferecidos pelas empresas, como plano de saúde e seguro de vida, por exemplo, já não são mais suficientes para atrair e reter talentos. É por isso que cada dia mais as companhias estão adaptando sua cultura e investindo para tornar o ambiente mais agradável. Uma destas mudanças que estão ocorrendo gradualmente é ser pet friendly, ou seja, permitir que os funcionários levem seus pets ao trabalho.

cachorro
Aumentando a produtividade

O convívio com animais domesticados traz inúmeros benefícios, incluindo diminuição do estresse, aumento da criatividade, melhora no convívio social, motivação e incentivo, renovação de energia e produtividade, entre outros.

O foco e esforço no trabalho por muitas horas seguidas causam a fadiga e o estresse mental, chegando a refletir até mesmo no físico através de dores e tensão muscular. Com a presença de animais na empresa, as pausas podem ocorrer com mais frequência, aumentando a produtividade e os acertos.

Um estudo realizado pela Universidade de Michigan Central mostrou também que cães e gatos deixam funcionários mais confiantes e colaborativos quando estão presentes em reuniões de grupo ou apresentações.

Segundo estudo divulgado pela Forbes, quem convive com animais de estimação no trabalho, seja o próprio ou o do colega, tem menos estresse e chega ao final do dia sentindo menos cansaço extremo. Fonte

bulldogEu mesma já trabalhei em uma agência que aceitava pets e tinha uma mascote, a Hebe, uma Bulldog que era a primeira a recepcionar os clientes e colaboradores. Lembro que muitas vezes o clima tenso de job atrás de job foi cortado com uma simples lambidinha no pé para ganhar um cafuné, além de entrosar melhor o time. Na hora do almoço, as pessoas que tinham o costume de almoçar em sua mesa de trabalho assistindo a uma série ou trabalhando, passaram a almoçar na copa e ir no quintal brincar com ela.

A adoção desta cultura vem de modelos de empresas do exterior e, por ainda ser novidade no Brasil, pode causar certas estranhezas, por isso, as boas práticas, a noção e até mesmo a criação de políticas e regras são essenciais para manter a saúde da empresa, a convivência e aceitação dos funcionários e clientes e o bem-estar do animal.

Na prática, a presença dos animais pode ser diária ou em dias específicos. No Google, por exemplo, é liberado levar os mascotes nos escritórios e a empresa se autodenomina “uma empresa canina”.

E você, o que acha de uma empresa pet friendly? A sua é ou conhece alguma que seja? Conte nos comentários! Um abraço e até a próxima!