Como virar um empreendedor? Siga essas 5 dicas para começar!

Quais são os passos a seguir para se tornar um empreendedor? Que desafios você (provavelmente) vai enfrentar ao escolher abrir o próprio negócio?

Imagem Como virar um empreendedor? Siga essas 5 dicas para começar!

Em tempos de crise, nunca se falou tanto em empreendedorismo. Um dos significados da palavra que faz mais sentido nesses dias mais difíceis é a capacidade de agregar valor, identificar oportunidades e transformá-las em um negócio lucrativo. Em épocas mais remotas, ele era visto apenas como uma ação viável para aqueles que eram “fora da caixa”. Atualmente já ficou provado que ele pode ser para todos.

Claro que esse “para todos” refere-se àqueles que possuem determinadas características, como: pró-atividade, automotivação, boas ideias, capacidade de superar desafios e um objetivo bem definido. Se você tem alguma ou todas elas, prepare-se, aponte seu alvo e entre em ação para empreender!

Como virar um empreendedor

como virar um empreendedorBom, os primeiros passos consistem em tomar a decisão de parar de seguir a correnteza e assumir o desafio de abrir seu próprio negócio. Atrelado a isso, é fundamental ter um foco bem definido. Antes de se decidir, questione-se: o que quero para a minha vida? Qual a área, serviço ou produto que quero trabalhar e no qual acredito? Tenho um bom case? Tenho experiência para assumir esse desafio? Enfim, antes de mergulhar de cabeça, faça uma boa análise do seu cenário.

Esse levantamento será crucial para a sua tomada de decisão e, consequentemente, para que você se torne um empreendedor. Se não estiver preparado ou sentir insegurança em iniciar sua ação, procure se aprofundar nesse universo. Participe de eventos, faça um curso, assista palestras pela internet, converse com outros empreendedores, troque ideias com pessoas da área que escolheu, enfim, faça uma imersão e prepare-se.

Escolhi e assumi meu desafio e agora?

Feita a escolha, aí é onde o desafio começa de verdade. O empreendedor enfrenta diariamente uma série de situações onde sua habilidade de automotivação é posta em prática. Entre elas estão:

1 – Burocracia

Até abrir a empresa é preciso, por exemplo, conhecer um pouco das leis que regem o setor de atuação, verificar as regras da prefeitura e legalizar o empreendimento, seja como MEI (Microempreendedor Individual) ou CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas). Você precisará ficar ligado em mudanças na legislação após a abertura da empresa;

2 – Gerenciamento do tempo

Ele sempre é um problema quando você empreende, principalmente se for sozinho. É preciso saber dividir bem esse recurso para dar conta de todas as demandas que vão aparecer, seja do cliente, da empresa, da burocracia;

3 – Gestão financeira

É crucial para quem quer iniciar seu negócio. É preciso saber onde e como investir, lembrando que é preciso ter um capital de giro, uma reserva para situações inesperadas, pagar contas e fornecedores em dia, entre outros;

4 – Saber um pouco de tudo

O empreendedor, por gerir seu próprio negócio, deve possuir uma certa habilidade e conhecimento de todas as áreas que compõem uma empresa, como atendimento ao cliente, comercial, gestão e Marketing;

5 – Conhecer bem seu mercado

Não basta só saber quem é seu concorrente, mas também é preciso estar por dentro de quem são seus clientes, quais são seus hábitos, os serviços que pode oferecer para esse público, as carências da área de atuação e estar sempre atento às novidades, já que o mercado muda o tempo todo.

Existem outros fatores que o empreendedor precisa enfrentar, mas esses cinco acabam sendo os mais comuns e críticos a todos eles. O importante é não se assustar e nem se deixar intimidar, pois o medo, receio, insegurança, ou seja lá como prefere chamar esse sentimento de angústia pela novidade, vai existir ao longo de todo o processo. Por isso, é preciso estar preparado e pronto para de fato assumir o desafio ao qual se propôs.

como virar um empreendedor

O empreendedor social ou sustentável

Até aqui falamos mais sobre os empreendedores voltados para o mundo dos negócios, principalmente para aqueles que querem gerir sua própria empresa. Nessa mesma temática existem os cooperados, os informais e os franqueados, por exemplo. Porém, um tipo que vem ganhando destaque é o empreendedor social e/ou sustentável.

O empreendedor social é aquele que tem a vontade de fazer algo de bom pelo mundo.

O empreendedor social é aquele que tem a vontade de fazer algo de bom pelo mundo, mudar uma realidade, gerar oportunidades àqueles que não têm acesso a elas ou melhorar a qualidade de vida de determinada região, aliada à algum tipo de retorno, majoritariamente pessoal.  Entre os jovens, esse é o tipo mais comum, visto que eles são os que buscam com mais frequência mudar o mundo, inspirar pessoas a fazerem o mesmo e contribuir para o desenvolvimento humano. Geralmente, esse empreendedor se envolve intimamente com causas humanitárias ou ambientais e são altamente comprometidos.

Independentemente do tipo de empreendedorismo que você resolver seguir, o segredo é ter a certeza de que é aquilo que quer fazer e abraçar a causa com unhas e dentes. Não existe, e talvez nunca vá existir, uma fórmula mágica que vai te transformar em um empreendedor, mas com força de vontade, dedicação e uma boa dose de automotivação todos somos capazes de chegar lá. É só preparar, apontar e entrar em ação!

 

Leia também:

307

Espaços de Coworking conhecidos
em São Paulo

Alterar região ↺

Experimente trazer a sua empresa para um ambiente
mais inspirador, ágil e flexível.

Conheça todos espaços em São Paulo Eu não estou em São Paulo ↺