Períodos longos de estresse? Seu corpo tem todo o direito de reclamar!

Insônia, alergias, tensão muscular? Seu corpo está pedindo ajuda. Conheça os sintomas do estresse e saiba como reduzir esses problemas.

Imagem Períodos longos de estresse? Seu corpo tem todo o direito de reclamar!

Você acorda cedo, dorme tarde, trabalha, estuda, tem que arrumar tempo pra ir no jantar em família, tá sem grana, precisa mandar o carro arrumar, o chefe está te cobrando demais… E com isso o seu corpo começa a dar sinais de que algo não está bem. CALMA! Você precisa parar por um tempo e repensar sua vida e suas prioridades.

Com períodos longos de estresse, como ansiedade e preocupação, seu organismo tende a se defender e aí quem sofre é você e sua rotina apertada.

Vem comigo saber como seu corpo pode reagir – mal e muito mal! – e o que fazer para melhorar esta situação:

Insônia

Preocupações são de tirar o sono e este é o sintoma mais comum do estresse: noites mal dormidas. Porém quando isso se torna constante, é essencial procurar a ajuda de um profissional, pois a insônia prejudica o rendimento no trabalho e pode até causar acidentes, como de trânsito.

Nestas situações, os sistemas que influenciam as áreas do cérebro se desequilibram e desencadeiam reações físicas, desgaste corporal, fadiga, dores de cabeça e outros sintomas.

Depois de um “dia daqueles”, tente seguir estas dicas antes de dormir.

períodos longos de estresse 2

Alergias

“Pessoas estressadas têm mais chances de desenvolver alergias quando comparadas a pessoas com cotidianos tranquilos, afirma um estudo realizado pelo Departamento de Alergia e Imunologia da Universidade de Mississipi.” Fonte.

Para reagir a situações tensas do dia-a-dia, o organismo pode liberar substâncias na corrente sanguínea que causam coceira, inchaço, feridas e outras reações alérgicas dermatológicas como urticárias e eczemas, explica a alergista do Brasil Sem Alergia, Patrícia Schlinkert.

A asma também é comum em pessoas mais ansiosas e, assim como na pele, tem a ver com substâncias liberadas na corrente sanguínea que prejudicam as vias respiratórias. Nestes casos é importante fazer um trabalho de respiração e evitar coçar a pele, utilizando pomadas, géis ou outros produtos específicos para alergia.

Problemas intestinais

Não tem nada que deixa a gente mais mal humorado do que constipação intestinal, não é mesmo? E este é apenas um dos sintomas do estresse, a gastrite, diarreia, suscetibilidade à úlcera, obesidade, baixa de imunidade e problemas digestivos também fazem parte, além de mudanças metabólicas que podem partir do estômago e trato digestivo.
Em casos extremos, é recomendado procurar ajuda médica e psicológica, porém existem métodos e alimentos que você pode consumir em casa mesmo para que sua flora intestinal melhore, como probióticos lácteos (caso não seja intolerante à lactose), gorduras boas e fibras.

períodos longos de estresse 1

Tensão muscular

Os estressados e ansiosos crônicos apresentam maior rigidez nos grupos musculares, resultando em dores nos ombros, na nuca, na cabeça e até enxaquecas.

As reações também podem afetar o coração, devido à frequência cardíaca constantemente elevada, a pressão sanguínea elevada e a superexposição ao cortisol.

Procure ter momentos de relaxamento, como falamos aqui. Uma boa dica também é experimentar a acupuntura, que relaxa os músculos e trata diversos problemas, incluindo ansiedade e tensão física e mental.

Uma boa alimentação e a prática de atividades físicas podem reduzir drasticamente o estresse e, dependendo do nível, é recomendado procurar o auxílio de um profissional da saúde.
É muito melhor ir devagar na rotina do dia-a-dia do que precisar ficar um tempo parado e fora de suas atividades para tratar de problemas causados pelo estresse. Cuide-se!

Um abraço e até a próxima!

296

Espaços de Coworking conhecidos
em São Paulo

Alterar região ↺

Experimente trazer a sua empresa para um ambiente
mais inspirador, ágil e flexível.

Conheça todos espaços em São Paulo Eu não estou em São Paulo ↺